Uma noite de Maximus

Morar na Cedofeita tem suas vantagens, não só por ter comércio, mercado, talho e padarias por perto, mas também por estarmos pertinho de várias discotecas do Porto (inclusive uma em frente de nossa morada). Aqui opções para agradar diversos gostos não faltam, e se você não está gostando de algo, facilmente atravessa a rua e já esta dentro de outro sítio.

Ontem foi mais uma noite que saímos de casa sem destino, bem… Mais ou menos sem destino. Com o mês de fevereiro se aproximando, o intercâmbio vai se encerrando para muitos, uns porque retornam ao seu país de origem e outros porque vão aproveitar o tempo que resta para viajar pela Europa. Então, ontem foi mais uma noite de “festa de despedida”, e claro, Cedofeita Family estava presente na pensão do Carlos e do Estevão e de mais Erasmus.

Infelizmente ou felizmente, não sei definir, não ficamos muito tempo na festa, apenas fomos fazer uma “sociável”. Devido ser uma pensão de estudantes e de ter um guarda vigiando o evento, a festa se concentrou no pátio da residência, algo que não foi muito agradável pelo simples fato da temperatura marcar apenas 4 graus em uma noite de inverno no Porto. Talvez se tivéssemos levado uma bola de basquete para jogar no campo ou improvisado uma fogueira teria sido diferente, no mais as velas que decoravam o ambiente e o vinho ajudou um bocado o clima esquentar.

Em seguida partimos para o Bar 77 pegar um “quadrado” que na verdade se chama “combinado” (é um lanche folhado em forma de quadrado com recheio de fiambre, queijo e carne) e em ritmo de canções de infância fomos pulando e cantando para o Piolho, o famoso bar localizado perto da Reitoria e claro, perto da Cedofeita. Esse lugar só não é movimentado aos domingos, pois é o dia que o bar fecha suas portas para abastecer o estoque. Para quem não sabe e não faz idéia de como é o Piolho, este é um bar bem movimentado, onde a maioria das pessoas vão tomar café após as 18h e a noite cerveja, ao seu lado á outros bares também, afinal a rua é lotada por eles, mas leva o nome de um só, o porque não sei. Uma das coisas que é tradicional é o ditado “quarta-feira é dia de Piolho”, isso significa que neste dia da semana a cerveja é vendida a 1 euro, mas não no bar do Piolho e sim na Adega do João que se localiza mais para o final da rua.

Depois de determinado tempo no Bar do Piolho e de uma discussão de onde ir e não ir, por fim ficou decidido mais uma vez que iríamos ao Armazém do Chá, uma discoteca muito visitada por Erasmus por cobrar 1 euro de entrada e vender bebidas a um preço bem amigável, o problema de ir lá é que nunca se sabe que música esta tocando e as vezes você pode ser surpreendido por algum som do qual não é o seu preferido. Na rua do Armazém do Chá deve ter umas oito discotecas, cada uma com um estilo diferente, e muitas não cobram entrada, o que facilita o acesso. Pensando nessa proposta foi que acabamos mais uma vez entrando na discoteca Maximus para conferir o som, e desta vez não permanecemos apenas por 10 minutos como era o de costume, ficamos lá por muito e muito tempo curtindo som eletrônico, brasileiro e português.

A noite foi bem agradável, a discoteca possui dois andares mas é bem pequenina, e além das bebidas é vendido lanches parecidos com os do Bar 77. Vale destacar que a rua por ser localizada de discotecas é uma rua com prédios comerciais e de residências, inclusive em cima do Maximus há moradas, o que é estranho é que nunca presenciamos reclamações e nem policiais passando de madrugada exigindo silêncio. Não sei como funciona essas coisas aqui na cidade do Porto, só sei que eu acho tudo isso o “máximo”, as ruas sempre cheia de pessoas, você anda sem perigo, vai e volta caminhando das festas, não se preocupa com a compra de ingressos antecipados, e se não gostar do lugar que esta bem próximo sempre há outra opção.

Por Nay Back – Intercambista UP.

Anúncios

Uma resposta para “Uma noite de Maximus

  1. nai…
    blues e jazz são estilos musicais bem gostosos de ouvir!
    ja q vcs fizeram esse blog pra auxiliar outras pessoas que querem fazer intercâmbio, pq simplesmente não comentam os estilos de cada lugar sem dar a tua opinião sobre?
    seria mais sensato. ou não, ok..

    bjoo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s